Preenchimentos

O preenchimento cutâneo facial é indicado para corrigir incômodos causados pelo envelhecimento, como flacidez, “bigode chinês” e rugas. O preenchimento ainda corrige o contorno do rosto e lábios muito finos, além de devolver o volume às regiões em que se formaram sulcos ou depressões.

Pode ser realizado em consultório, com anestesia tópica ou local. Durante o processo, o preenchedor escolhido pelo médico é aplicado na derme profunda e no tecido subcutâneo, devolvendo o volume natural da face. Por isso, é muito importante realizar o procedimento com um médico especialista, pois ele saberá qual o melhor preenchedor utilizar, onde é necessário injetá-lo e qual a melhor técnica para que os resultados sejam naturais e harmônicos.

O preenchimento pode ser realizado com:

• Preenchedores: um dos mais seguros e versáteis é o ácido hialurônico. Indicado para tratamento de rugas e sulcos, reposição de volume e contorno de áreas da face, melhora do contorno dos lábios e, se desejável, aumento de volume.

• Indutores: substâncias que, após serem aplicadas, causarão estímulos no organismo para que novas fibras de colágeno se formem. Com isso, a flacidez da pele apresentará uma grande melhora bem como os sulcos do rosto e as rugas. Exemplos: ácido poliláctico (conhecido por Sculptra®) ou a hidroxiapatita de cálcio (Radiesse®). A novidade é a Polycaprolactona (Ellansé®), produto que combina a função de preenchedor com a de estimulador do colágeno.

• Gordura do próprio corpo: chamada Lipoenxertia, essa técnica utiliza a gordura do próprio paciente, obtida por uma lipoaspiração com pequenas cânulas.

Os locais mais tratados são:

  • Sulco nasogeniano
  • Sulco labiomentoniano
  • Sulco infrapalpebral
  • Contorno da mandíbula
  • Lábios
  • Glabela
  • Região temporal
  • Fronte